03/06/2008

Quando a luz do palco se apaga

Hoje o mundo se tornou um lugar muito mais triste.
Deus chamou minha grande amiga Luciana.
Quem a conheceu sabe muito bem do que estou falando.
Eu tive o privilégio de viver mais de dez anos como amigo dela.

A conheci em 1996, e devo confessar que antes de falar com ela não imaginei que pudéssemos ser tão amigos. Uma verdadeira lady vinha trabalhar no nosso departamento. Sua elegância e imponência invadiam nosso espaço. E como era bela!

Foi colocada na mesa do meu lado, e minha desconfiança evaporou logo nos primeiros minutos. Obrigado meu Deus por este momento! Nunca foi tão agradável trabalhar. Eu escrevi trabalhar? Não, a gente ria o tempo todo... Foram semanas que eu nunca vou me esquecer! Suas pequenas gafes... Sua capacidade de rir dessas gafes...
Mas a alegria acabou quando nossos encarregados nos colocaram a mais de 12 pessoas de distância... E dois anos depois o destino quis que saíssemos da empresa no mesmo dia. Dez demitidos, e nós dois no meio... Eu revoltado com a injustiça, e ela conseguindo ver o lado bom daquilo tudo.

Amiga de inúmeras alegrias! Amiga de inúmeros desabafos! Amiga de segredos exclusivos! Poucas pessoas me conheceram tão bem. Mas eu a conhecia da mesma forma. Quantos conselhos lhe dei? Quantos puxões de orelha fui obrigado a dar? Quantas vezes você fez exatamente o contrário?

Amigos também brigam. Mesmo afastado por mais de um ano sempre pensei em você com carinho. Ter brigado com você era a última coisa que eu queria... O orgulho é uma coisa imbecil! Você me procurou para reatar nossa amizade. O que eu ganhei por não ter feito isso antes? Nada...

Nossa amizade era engraçada. Eu tentando puxar seu freio, e você me acelerando.
Você vivendo intensamente, e eu recluso. Caminhos diferentes, mas com admiração mútua. Isso sempre deixamos bem claro. Tínhamos orgulho um do outro.

Obrigado pelo Natal de 2006. Me emprestou sua família, e me senti seu irmão. Nunca vou esquecer!

Em 2007 começou nosso pesadelo. Você sofreu demais minha amiga! Tudo que nós, seus amigos, sofremos não se compara com o que você passou.

Luciana, na verdade hoje não é o dia que te perdemos. Isso aconteceu há meses atrás. Hoje é o dia que Deus foi misericordioso e acabou com o mal que nos abatia. Agora você é livre de novo como sempre foi. Vá em paz minha amiga!

Ontem você veio no meu sonho, e me assustei.
Hoje eu entendi.

Até um dia! Te adoro para sempre!

8 legendas adicionais:

Dama de Cinzas disse...

Entendo a sua dor! Lindo post!

Beijos

O ANTAGONISTA disse...

Belíssimo post...
A vida é assim... a morte não acaba com ela; apenas, faz parte dela!

Força!

o amnésico disse...

Também considero a morte "um adiamento, não o fim".

Mas também sei o quanto certos adiamentos doem.

Meus sentimentos, Johnny.

Ronan disse...

Eu fiquei pensando depois e achei que podia ser ela. E mesmo sem ter sido íntimo, entendo ainda mais a sua dor.

É só o que consigo dizer.

Polêmica disse...

Como vc mesmo disse, Deus foi misericordioso, foi melhor pra ela!!!

beijos!

o amnésico disse...

Meu primeiro blog agora me faz assinar meu primeiro feed! Que legal, estou chegando ao século XXI!

Faltam só mais uns 120 anos... :p

Abração, Johnny!

Mestre Splinter disse...

Buenas, seu Johnny...






...después de um longo tempo ligeiramente atrapaiado, desviei um tempito p'ra visitar os velhos amigos bloguistas... só não esperava te encontrar enlutado pela fatalidade implacável...

...meus sentimentos...


...só quem já viu amigos se irem, as vezes sem poder dizer um hasta luego, sabe da indignação e do vazio que esta ausência inevitável provoca...



...mas, que sabemos nós, na verdade? A única certeza é que este veredicto é igüal p'ra todos, e até lá, seguimos vivendo, e tentando sempre fazer a nossa parte da melhor maneira possível...

...esta moça, se me perdoa, parece ter feito isso: participou, viveu e conviveu, brindou as pessoas com sua presença, marcou vidas... pero... os bons vão primeiro, não se diz assim há tempos?

...acreditemos que ela tenha cumprido sua parte, e talvez por isso tenha seguido além na jornada, onda sua Luz pudesse ser mais necessária...(que me perdoem aqueles que não compartilham deste tipo de idéia, ou que interpretarem isto como um mero conformismo...nos sobra a esperança, al fin)...


...belíssima, a tua homenagem, a lendo lamento por ti que ''perdeste'' amiga tão especial... porém, te pergunto qüantos atravessam uma vida inteira sem a oportunidade de tal experiência? Sem conhecerem alguém que vala a pena, sem firmarem laços fortes assim?

...güarda sempre em tua memória, não busques esquecer... saudade, siempre la habrá, mas com o tempo, dói menos, se permitirmo-nos aproveitar tudo de bom que ficou... falando de situações, citando frases e chistes como fizeste no post, ou apenas recordando ao se ouvir certa canção... enqüanto mantivermos vivo este sentimento, nossos queridos assim permanecerão, dentro da gente...








...Saludos, legendário Johnny! Muita força aí p'ra ti, p'ra que possas amparar os que precisam dela e não a encontram por si...

...meu grande abraço!...

Histórias & Estórias disse...

Eu sei o que é viver a morte de alguém que amamos. Sinto isto em dose dupla. Dois amores... de uma só vez!

Por isto, chorei aqui. É meu jeito de dizer que entendo você.

Related Posts with Thumbnails