09/02/2009

Um conto medieval


O fato é surreal.
A inspiração é medieval.

Um castelo deveria servir para dar proteção, e não ostentação. Não estou aqui para escrever uma ode à honestidade, mas imagino que não haja pessoa informada que não tenha deixado a indignação aflorar.

Na Europa a peste negra devastou um terço dos habitantes porque ratos se espalhavam facilmente, e as cidades não tinham condições de saneamento. Em 2009 ainda existem lugares sem saneamento, e rato é muito fácil de encontrar. Sim, os ratos!

E castelos ainda são erguidos... Imagine um castelo contemporâneo. Contraditório? De quem se escondem os senhores feudais de hoje? De que reclamam tanto os servos? Eles devem trabalhar sem clamar por essa besteira de direitos trabalhistas... Que paguem seus impostos em silêncio, e assim ninguém vai para a forca.

E os cavaleiros que defendem esses senhores feudais não usam escudos e espadas. Não precisam mais de tudo isso. Basta-lhes uma caneta. Se for de ouro melhor... Nem do apoio do clero precisa-se mais. Quem mandou o clero se fragmentar? Não se entendem nem entre eles...

A guerra entre feudos antes era para aumentar terras e poder, mas hoje os senhores feudais entenderam que não devem se atacar. Devem se apoiar mutuamente. Feche os olhos para o que eu faço, que eu juro que não estou vendo nada também.
Nesta estória medieval para bovino repousar a cabeça e sonhar com cordeirinhos, nos postes da cidade apareceu um cartaz informando que há vagas para bobos da corte.

3 legendas adicionais:

o amnésico disse...

Que fazer quando as pessoas insistem em ser malta, chusma, ralé, tudo enfim, menos gente? Que venha a Peste Negra e deixe os cartazes sem resposta; pessoalmente, estou cansado de ter pena de quem não merece respeito e nem um pouco disposto a dar a cara a tapa por quem nasceu para ser besta de carga: que sofram e morram, o quanto antes.

Dos suseranos e vassalos nada digo, pois não sou do número deles; que continuem enfeiando o mundo com seus castelos, sejam eles de pedra ou concreto armado, já que estão livres para fazê-lo.

Quanto a mim, vou continuar no meu buraco, longe de uns e de outros, assistindo o espetáculo deprimente da humanidade até o amargo final. Amém.

Bhagavat disse...

Ah! Você voltou com o blog e o Amnésico nem pra me avisar!


Eu tb estou de volta do limbo. Gostei do estilo do texto, bem diferente dos teus antigos.


Grande abraço!

Danilo disse...

Olá, meu nome é Daniloeu tenho 13 anos, também sou blogueiro!
Seu blog é muito interessante e legla eu já estou seguifdo ele!
Siga o meu também!
http://30tresna.blogspot.com
Bjos!
Obrigado!
Fica com Deus!

Related Posts with Thumbnails