13/11/2006

Clones culturais

Já dizia o Alice Cooper que todos nós somos clones... E ele dizia isso muito antes da ovelha Dolly.
Parece inevitável que ainda veremos por aí nas ruas os clones humanos, mas os clones culturais não só existem, como são maioria. Estou falando de falta de personalidade!
Está na moda as pessoas se auto-denominarem ecléticas. Fica a pergunta: Aceitar tudo, gostar de tudo, abraçar várias tendências é ser amplo? Para mim é não tomar partido.
Acho que estou ficando um cara muito chato, mas prefiro ser assim do que esperar o Faustão me dizer qual é a próxima música que eu tenho que gostar. Qual é a dancinha da moda? Diversão para muitos, mas como me irrita ver uma pequena multidão fazendo coreografias... Todos os idiotinhas se mexendo igualzinho... Todos parecem ter saído de uma linha de produção com instruções de como se vestir, e de como pensar.
Isso mesmo, sejam ecléticos! Os publicitários agradecem! Voces vão consumir qualquer coisa que seja empurrada pelas suas gargantas, mesmo que completamente incoerentes.

2 legendas adicionais:

Miss Supahstah disse...

Tô com você. ODEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEIO coreografias. De qualquer tipo, desde aquela merda na academia até aquela porcaria no funk.

Ser eclético desse jeito aí que você disse é ruim mesmo!
Eu não sou eclética, eu gosto de coisas diversas (tipo Korn e Muse), mas coisas que eu escolhi, entende? Tem muita coisa na moda rolando por aí que não dá pra engolir: exemplo - MC PERLLA. Ô muiézinha desafinada da p...



ps: seu comentário no meu blog me fez lembrar de uma queda tão MARAVILHOSA que me fez ficar com vontade de fazer o Quedas Memoráveis 2, hahahaha

M.Marcolin disse...

Primeiramente, eu odeio micaretas, e toda a propaganda de felicidade conjunta que passam... É verdade, meu caro amigo, os clones existem a todo momento em todo lugar. Como sempre digo, tente não ser igual a todo mundo, mas principalmente, tente não ser igual aos diferentes. Pois estes são o maior investimento alienista dos últimos tempos.

isto dá no que pensar, afinal, se tenho plena consciencia do que me influencia, percebo todo tipo de cultura que me molda, e até me divirto com isso (vai dizer que nunca quis repetir uma célebre frase?), tenho pelo menos consciencia do que sou, e não me importo com o que pareço, afinal, retrato o que me agrada...

"Quem de três milênios, não é capaz de se dar conta, vive na ignorância, na sombra, à mercê dos dias, do tempo." Goethe

Ao termo "clone" eu ajuntaria o termo "zumbi" :) abraços!

Related Posts with Thumbnails